Lendas e tradições

DANÇAS E CANTARES
No passado, durante os chamados bailaricos dançava-se o tango, a marcha e a valsa. Enquanto os elementos da música iam cear, dançavam-se as modas de roda e mãos dadas, muito próximas das danças folclóricas de hoje.
  
TRAJES CARACTERISTICOS
De acordo com documentos antigos desta região, as mulheres, enquanto trabalhavam, usavam saias alteadas e andavam descalças, nos dias Santos e aos domingos, vestiam saias plissadas e calçavam chinelas.
Os homens, de pés descalços (nos dia de trabalho), ou de tamancos (aos domingos e dias festivos), vestiam calças de cetim ou lã, camisa branca ou riscada, em popelina ou flanela e botina de elástico ou de cordões. Nunca saíam sem se munirem de uma bengala ou qualquer varapau, que usavam para se apoiarem, ao longo dos caminhos pedregosos, existentes nesse tempos, ou para defenderem de qualquer agressão.
  
JOGOS E BRINQUEDOS TRADICIONAIS
De acordo com as memórias dos mais velhos, na infância jogava-se ao pião, ao pau quente, ao bugalho, ao botão e a bola, com brinquedos construídos pelos próprios ou com a ajuda dos pais. Os adolescentes, no Carnaval, costumavam jogar a panelinha e, pela calada d noite, subiam ao monte mais alto para “deitar pulhas”, que consistia em pôr a descoberto o que se ia passando com as moças da terra e os seus namorados. A meio da Quaresma, procediam á “serradela da velha”. Os mais velhos e casados, por seu turno, jogavam na taberna as cartas e a malha, enquanto outros cavaqueavam até repicar das trindades no sino da velha paróquia.